Dicas de arrumação de malas para mulheres

Falamos aqui o tempo todo em viajar e a primeira providência de uma viagem é arrumar as malas.
A primeira coisa que temos que saber é o limite de bagagem que a companhia aérea permite. Este limite varia de companhia para companhia e depende também do destino da viagem. Uma coisa é certa: em breve, todas as companhias vão permitir apenas uma mala de  23 kg.

Assim, está na hora de nós, brasileiros, fazermos um intensivão com os japoneses e aprendermos a levar POUCA coisa.

Os “experts” no assunto dizem que sempre devemos escolher uma ou duas cores para fazer a mala.

PARA A NOITE

Para a noite, quase sempre o preto é o melhor. Assim um sapato e uma clutch preta compõe todos os looks.
Um vestido preto é sempre bem vindo, pois mudando o colar ou o lenço, muda tudo. Se jogar uma jaqueta ou blaser em cima, acabamos de fazer 4 roupas, o que é mais do que bom para levar para a noite, não importa a duração da viagem.

O que temos que colocar na cabeça, é que temos que repetir roupas sim.  Sempre digo que em um cruzeiro de 10 noites, por exemplo, 3 trajes para a noite são suficientes: vai usar 3 noites alternadas cada um, e com a mudança de um colar ou lenço, tudo fica diferente.

PARA O DIA

Agora, vamos para a roupa do dia. Claro que vai depender do clima.

Verão

Muitos países não estão habituados com os trajes brasileiros. Assim,  uma bermuda não muito curta é melhor aceita do que um shorts, mas, assim mesmo vale a pena verificar com cautela a programação do dia pois alguns lugares não permitem a entrada de bermuda, como templos religiosos, por exemplo.

Para usar com a bermuda, camisetas e o que for confortável para os seus pés. Tênis é sempre a melhor opção, apesar de ser quente.

Pra quem não usa bermudas, o melhor substituto são os jeans e as calças de sarja tipo jeans.  Falo destas calças pois elas combinam bem com tênis. Pessoalmente não consigo colocar um tênis com calça social. Outra ótima opção são as calças de malha, tipo “fuseau” ou mais retas. Elas estão sempre passadinhas. Mas lembre-se, estas calças pedem blusas ou camisetas mais compridinhas, de novo, para não ter problemas em outros países.

Inverno

Para mim, muda pouca coisa. Minha calça favorita para o dia ainda é o jeans, que dependendo do clima vai por cima de meia calça fio 80 ou até 150, ou de calça térmica. As peças térmicas são essenciais para o clima frio. São leves e agasalham muito mais do que muito casaquinho.

Para a parte de cima uma blusa e uma malha, um cashemire, por exemplo, e para completar um casaco de pluma de ganso. Hoje é o que se usa, por seu conforto e quentura. Manteux são muito elegantes, mas normalmente, muito pesados para se carregar o dia todo nos ombros.

O casaco bem quente é muito importante pois nos lugares fechados, a calefação é super forte e temos que tirá-lo. Mas você não estará com um montão de roupa e ficará confortável. Quando o casaco não é muito quente, acabamos colocando 5 camadas de roupas e nos lugares fechados ficamos suando, morrendo de calor.

Leve sempre na bolsa uma dessas sacolinhas dobráveis e quando chegar em uma loja, por exemplo, é só colocar seu casaco dentro e ficar tranquila. Pasheminas, chapéu ou gorro e luvas não podem ser esquecidos e para finalizar lembre-se de abusar dos acessórios pois eles modificam totalmente uma roupa.

Vale a pena lembrar que mandar lavar roupa em hotéis e navios não é muito caro e com certeza é muito mais barato que pagar excesso de bagagem.

Por último, tenho algumas peças fixas em minha mala, independente do destino que estou indo ou do clima. São elas:

– uma jaqueta de pena de ganso;
– uma camiseta térmica;
– um cashemire;
– uma capa de chuva dobrável;
– um guarda-chuva dobrável de alumínio (bem leve);
– uma bolsinha dobrável

Assim, nunca sou pega desprevenida com uma mudança brusca de temperatura e não perco nenhum passeio por falta de roupa adequada ou porque tenho que sair pra comprar roupa.

Gostou? Compartilhe:
Ligia Braun

Ligia Braun

Estudante de línguas desde pequena, parece que tudo me preparava para a carreira de viajante, sem que eu percebesse.
Troquei todas as festas especiais, de 15, 18 e 21 anos por viagens. E continuo trocando.
Quer falar comigo? Mande um email para ligia@braunturismo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *